Yara Pessoa

Local, idade: 
Depoimento colhido na internet

Era uma vez...assim começam as histórias que nem sempre são verdadeiras. Mas hoje vou contar-lhes uma historia real, que ocorreu desde o momento em que vim ao mundo . Nasci com uma lesão cicatricial macular o que me tornou uma criança com baixa visão.

YaraAos 2 anos comecei a freqüentar a escola, e desde pequenina me saia muito bem em todas as atividades.Aos 6 anos estava alfabetizada , fato que ocorreu de forma natural pois venho de uma família de educadores. Sempre fui ótima aluna e participava de tudo. Não me dava conta de que era diferente, pois o fato de não ver no quadro se tornou normal para mim e as outras crianças ditavam ou as professoras copiavam para mim ou em ultima instancia eu ia ate o quadro e olhava bem de pertinho.Aos 7 anos iniciei meus estudos de piano, aos 8 iniciei o balé e aos 13 violão. Minha vida era uma festa eu cresci sem me dar conta de que era uma pessoa limitada. E isso devo muito a minha família e aos meus amigos e professores de infância. Sempre era incluída naturalmente em todas as atividades, tanto que hoje me questiono muito o fato de se dar tanta ênfase ao ser deficiente, portador de limitação ou portador de necessidades especiais . Na verdade todo ser humano é portador de necessidades especiais como carinho, amor, afeto, atenção, ternura. Sabem, é cruel mas a realidade, esta dentro de cada qual que a vida limitou ao nascer ou no decorrer da própria vida.Sem dúvida alguma que a batalha daquele que física ou mental foi limitado a guerra será muito maior, muitas lagrimas, muita tristeza, mas sobretudo muitas vitórias.

Aos vinte anos entrei na Faculdade de Direito em nono lugar, mas seis meses após ter iniciado meu curso fui acometida por uma uveite que me fez parar efetivamente com tudo. Aconteceu todavia que com essa uveite o olho que era um pouco melhor, se tornou o pior. Passei a ver apenas manchas em preto e cinza e quase nada mais. Me tornei então mais um tanto limitada fisicamente, mas esse período de tratamento me pós a pensar e refletir muito acerca de minha vida, meus objetivos, meus ideais. Quando pude retornar as minhas atividades, optei pela pedagogia, e como já tinha minha formação em magistério e especialização em Educação Infantil, senti que seria mais razoável.Trabalhei sempre com educação, e lá no meu intimo tinha uma frustração muito grande por ver tão pouco..O tempo ia passando e eu sentia que ia perdendo cada vez mais minha acuidade visual. Usava lentes de contato, mas esta já não era suficiente e então colocava os óculos por cima das lentes e mesmo assim não me sentia segura. O Olho esquerdo que era o dominante já não dominava mais nada fazia tudo mais pelo tato, pelo rumo mesmo. Nessa fase de minha vida confesso que comecei a sentir desanimo pois nada mais tinha a fazer, ate no dia em que buscando na internet o nome de um livro encontrei Fernanda, minha terapeuta de visão, minha amiga, minha irmã que tem me ajudado a tornar o que era antes impossível possível através do Método Meir Schineider . Consegui em poucos meses recuperar muito do que havia perdido na vista esquerda e a direita esta cada dia um pouco melhor, já estou vendo muita coisa com ele e quero deixar aqui registrado o tamanho da minha emoção quando pude ver pela primeira vez meu rosto no espelho.Chorei, mas um choro de felicidade, de prazer de satisfação por sentir que na vida tudo vale a pena, não importa o tamanho do problema, mas sim o que se faz com o problema. Ele terá o tamanho que dermos a ele, e a solução será de acordo com nossa entrega.

Hoje estou em formação para me tornar uma terapeuta em self-healing, e meu objetivo maior é levar essa mensagem de esperança de que devemos lutar sempre, não objetivando grandes conquistas, mas sim o melhor. Viver hoje, pois o amanha não sabemos se estaremos aqui para contar.

Me coloco a inteira disposição a todos os interessados portadores de visão subnormal a fazerem uma viagem dentro de si mesmos.

Creiam, vale a pena tentar.

Recebam um forte abraço,

Vida

ypessoa@hotmail.com
ymapo@uol.com.br

Comentários

acabei de descubrir minha

acabei de descubrir minha sina temto ser forte mais ta muito difiçil tenho panico quando fecho os olhos por um segundo que seja fico olhando para o rosto de minha filha que tem so tres anos tentando registrar sua façe linda e inocente mas a vida vai seguir seu curso natural e o que tiver que ser sera obrigado

LINDA

GOSTOSO

perca de visao ao 7 anos

hoje tenho 50 anos e comecei a perder a visao ao 7 anos e so foi diagnosticada a retinose pigmentar ao 30 anos, gostaria muito de participar dos teste com celulas tronco, pois meu maior sonho e ver o rosto dos meus filho um com 27 anos e outro com 25 anos. por favor mi ajude. Moro na BA e tenho a disponibilidade de viajar para qualquer estado se for necessario,

Doce Final

Ola a todos, meu nome é Raquel tenho 28 anos sou moradora de uma cidade no interior de Minas, quero aproveitar este espaço para lhes contar em algumas palavras o que aconteceu comigo, a doze anos percebi que estava com perda de visão e ao consultar uma oftamologista descobri que tinha uma doença chamada CERATOCONE, foi com certeza um dos dias mais duros da minha vida era uma adolescente cheia de vontades e me senti totalmente limitada ao meu problema, porém com as graças de Deus e a ajuda da minha familia em especial minha mãe e um medico competente ao extremo consegui sobreviver a tdo isso, meu transplante ocorreu no dia 27/06/1998 no olho esquerdo que era o mais afetado pela doença,correu tdo bem e eu passei a enxergar melhor e sem sentir o panico de ficar cega,continuei o acompanhamento medico,ate q em 2007 tive também que operar o olho direito desta vez foram colocados tres aneis de ferrara para conter o avanço do problema.Hoje dois anos depois graças a Deus estou curada tdo transcorreu bem, ainda continuo o acompanhamento medico e meu problema nao mais evoluiu.Desejo a todos que descobrirem essa doença muita luz no caminho de vocês e Fé sempre.
Abraços!
Raquel Sampaio
Ipatinga - Minas Gerais

Medo...

Ola Raquel Sampaio, meu nome e Fernanda,tenho 31 anos, tenho 2 filhos e descobri o ceratocone ,alem de ser miope e ter astigmatismo, nao to conseguindo operar pelo sus,nosso país e uma vergonha infelizmente!A oftalmo disse que ta evoluindo rapido,e nao sabe por quanto tempo vou continuar enxergando,meu maior medo e nao poder olhar e cuidar dos meus meninos,e agora nem os exames eu to tendo condiçao pra fazer,gracas a Deus vc ja esta livre desse pesadelo q me atormenta todos os dias,vim aqui agradecer a palavra de carinho q vc deixou, me fez bem, e que vc tbm tenha muita luz! Obrigada!

Comentar

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Tags HTML permitidas: <a> <em> <strong> <cite> <code> <ul> <ol> <li> <dl> <dt> <dd>
  • Quebras de linhas e parágrafos são feitos automaticamente.

Mais informações sobre as opções de formatação

CAPTCHA
Escreva o resultado da operação matemática abaixo para prosseguir:
1 + 9 =
Escreva o resultado da soma... ex. 4 + 2 = 6