Hipertensão pode ser detectada em exames de vista

A pressão arterial elevada é um risco para a saúde da visão e pode causar até mesmo cegueira

No dia 26 de abril é comemorado o Dia Nacional de Controle da Hipertensão Arterial. Dados da última Pesquisa Nacional de Saúde, do IBGE, revelam que no Brasil cerca de 21,4% das pessoas adultas já foram diagnosticadas com hipertensão, entre aquelas com mais de 55 anos o índice pode chegar a 50%. Uma doença "silenciosa" que afeta o funcionamento do organismo, mas o que poucos sabem é que as alterações oftalmológicas podem ser as primeiras manifestações desencadeadas pelo problema.

O retinólogo Sebastião Ferreira Neto explica que em uma visita regular ao oftalmologista, além de verificar as condições da saúde visual, podem ser detectados problemas como a hipertensão. “A elevação da pressão arterial pode ser percebida através do exame de fundo de olho. Quando ela se instala, todo o sistema cardiovascular é atingido e os vasos da retina permitem uma observação clínica direta do problema", afirma o especialista.

Segundo ele, as alterações oculares provocadas são chamadas de retinopatia hipertensiva (distúrbio de visão que ocorre quando a pressão arterial torna-se extremamente elevada), pois atingem diretamente a retina. “Essas alterações acontecem nos vasos da retina, que sofrem um estreitamento vascular ou mesmo um engrossamento, causando o aparecimento de grandes hemorragias dentro do olho, associadas às áreas de infarto da retina. Isso pode desencadear, por exemplo, um descolamento de retina, e outras complicações, desde a perda da qualidade da visão, como o embaçamento e até a cegueira”, alerta.

O retinólogo explica que ainda não existe cura para a retinopatia hipertensiva, mas há como prevenir, evitar sua evolução, e em alguns casos recuperar parte do dano. “Os pacientes com hipertensão arterial devem realizar um exame de fundo do olho assim que receberem o diagnóstico da hipertensão, seguido de exames anuais. Nos casos das oclusões arteriais ou venosas existem condutas médicas específicas para cada caso, sendo necessária uma avaliação detalhada, muitas vezes associada a exames e tratamentos complementares. Já no caso de cegueira, por exemplo, dependendo do quadro que o paciente apresenta a situação pode ser reversível, por isso, é importante o acompanhamento oftalmológico”, enfatiza Sebastião.

Para evitar problemas oculares ou o agravamento de algum já existente, o paciente hipertenso deve:

· Ter a pressão arterial controlada

· Manter o peso ideal

· Praticar atividades físicas regularmente

· Não consumir sal em excesso

· Evitar o fumo, bebidas alcoólicas e alimentos ricos em gordura

· Controlar o colesterol

· Checar a pressão arterial em exame rotineiro.

Fonte: Dr. Visão

Comentários

A retinopatia hipertensiva

A retinopatia hipertensiva pode ser detectada em um exame oftalmológico, somente em pacientes que são hipertensos e não sabem, ou seja não se cuidam, ou em qualquer paciente hipertenso?

Comentar

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Tags HTML permitidas: <a> <em> <strong> <cite> <code> <ul> <ol> <li> <dl> <dt> <dd>
  • Quebras de linhas e parágrafos são feitos automaticamente.

Mais informações sobre as opções de formatação

CAPTCHA
Escreva o resultado da operação matemática abaixo para prosseguir:
6 + 6 =
Escreva o resultado da soma... ex. 4 + 2 = 6