CUIDE-SE

A melhor forma de tratar o glaucoma é procurar imediatamente um oftalmologista para que ele avalie a sua visão.

Clique aqui e conheça os seus direitos

Evolução do campo visual - Clique aqui

 Tratamento

Em regra geral, lesões provocadas pelo glaucoma não podem ser revertidas. Colírios, remédios e intervenções cirúrgicas são prescritos a fim de prevenir ou deter a ocorrência de mais lesões. Em qualquer tipo de glaucoma, exames periódicos são de suma importância para prevenir a perda da visão.

No entanto, o medicamento só deve ser usado com a instrução médica. O tratamento tem por finalidade reduzir a pressão intra-ocular ou agir nas estruturas intra-oculares doentes ou mal posicionadas.

Os colírios acompanham o glaucomatoso por toda a vida. É essencial o uso correto desses medicamentos, como você pode ver na seção COLÍRIOS, para ajudar no tratamento. Em alguns casos, podem ser usados comprimidos. E, se mesmo com esse acompanhamento, a PIO permanecer alta, o paciente é encaminhado para intervenção cirúrgica, mantendo-se ou não o uso dos colírios no pós-operatório.

Alguns colírios podem causar:

A perseverança no tratamento é fundamental para se evitar a deterioração da visão, que fatalmente ocorrerá naqueles que não se cuidarem adequadamente.

Existem vários tipos de glaucoma e entre eles uma forma severa e cruel, que apesar do tratamento, clínico ou cirúrgico, evoluirá para o "fechamento do tubo", para a perda inexorável da visão, à despeito de todos os esforços, bilateralmente, não necessariamente ao mesmo tempo. É uma doença que sempre progride com o passar dos anos.

Ocasionalmente, os colírios não são suficientes para controlar a PIO. Quando isso acontece, medicação via oral deve ser prescrita em adição aos colírios. Essa medicação, que apresenta mais efeitos adversos do que os colírios, também age diminuindo a "torneira" do olho, diminuindo a produção do liquido intra-ocular. Esta medicação via oral usualmente é prescrita de duas até quatro vezes ao dia. É importante levar esta informação também aos seus outros médicos. Fazendo isso você estará contribuindo para que eles não lhe prescrevam drogas que possam causar interações medicamentosas perigosas.

Alguns medicamentos via oral podem causar:

Um outro aspecto importante é o envolvimento da família no tratamento do paciente. Muitas vezes é importante orientar o cônjuge e/ou filhos do paciente para que estes também conheçam o problema e auxiliem o paciente na adesão e manutenção do tratamento.

O objetivo do tratamento do glaucoma é manter a PIO controlada e conseguentemente, a melhor qualidade da visão. Se isso não ocorrer com o tratamento clínico explicado acima, resta ainda a opção da CIRURGIA.

  • Ir para a próxima página (Cirurgias)
  • Ir para o menu de navegação
  • Ir para a página anterior (Diagnóstico)

Copyright 2007 VEJAM.COM.BR vejam@vejam.com.br

Desenvolvido por VIRTUAL E DIGITAL